Publicado em 06/05/2019 às 13h01 | |

Carlos Martins recebe Comenda Dois de Julho em cerimônia na ALBA

 

O secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia, Carlos Martins, recebeu a Comenda Dois de Julho em cerimônia na Assembleia Legislativa da Bahia na manhã desta sexta-feira (03). A homenagem, proposta pelo deputado estadual Marcelino Galo, foi marcada pela emoção.


Ao lado da família, amigos e companheiros do movimento social, Carlos Martins recebeu a mais alta honraria do Legislativo Baiano. A homenagem contou com um ato de homenagem dos povos indígenas, agricultores familiares e, também, do time do coração, o Bahia.

"Eu estou sentindo muita alegria, mas também gratidão. Essa comenda representa resistência e liberdade. Isso aqui é muito mais do que uma homenagem individual, é uma homenagem coletiva. Quero agradecer ao deputado Marcelino Galo e aos deputados que aprovaram, aos amigos, aos companheiros do movimento sindical que lutaram junto comigo, muitos deles que já se foram, e à minha família. Essa homenagem é também para todos que ajudaram a construir essa trajetória de vida", afirmou Martins, visivelmente emocionado.

Lembrando da luta no movimento sindical, o secretário também dedicou o prêmio ao presidente Lula , ao Partido dos Trabalhadores e ao Sindiquímica. "Nós percebemos que a nossa luta era muito mais do que a luta por salário. Era uma luta por direitos, por melhores condições para os trabalhadores, por isso juntos construímos o PT, sob a liderança do presidente Lula", disse Martins.

O evento contou com a presença de autoridades, como a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, os secretários estaduais André Curvello, Nestor Duarte e Julieta Palmeira, o deputado federal Nelson Pelegrino, as deputadas estaduais Olivia Santana e Maria Del Carmen, o deputado estadual João Isidório, além de prefeitos, prefeitas e vereadores e representantes do MP-BA e DPE-BA.

 

Tags

sem tags

Comentários

ATENÇÃO !

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mais de Política