Publicado em 06/12/2018 às 01h28 | |

Projeto de Daniel que estimula exames preventivos de câncer vai à sanção

Texto de autoria do deputado federal Daniel Almeida (PCdoB-BA) garante licença do trabalhador para realização de exames que investigam colo de útero, mama ou próstata.

 

A saúde dos brasileiros ganhou um forte aliado. O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou proposta que permite ao trabalhador se ausentar do trabalho para realizar exames preventivos contra diferentes tipos de câncer. A matéria será enviada agora à sanção presidencial.

O texto aprovado é uma emenda do Senado ao Projeto de Lei (PL) 843/07, do deputado federal Daniel Almeida (PCdoB-BA). A articulação para a votação deu-se ainda no mês passado como parte do Novembro Azul, campanha para conscientização, prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata.

A emenda prevê a ausência comprovada, sem prejuízo do salário, por até três dias em cada 12 meses de trabalho para investigar a possibilidade de cânceres do colo de útero, de mama ou de próstata.

O parlamentar comemorou o resultado da votação, ao salientar a importância e o alcance de tal iniciativa – visto que, só no Brasil, foram diagnosticados 596 mil novos casos da doença em 2016, ano do último levantamento do Instituto Nacional de Câncer (Inca).

“É um projeto de grande significado, pois o câncer afeta fortemente e devasta a vida de tantas famílias. Detectá-lo com antecedência pode salvar vidas, e é isso que devemos fazer. Às vezes deixamos de fazer o exame por falta de tempo, por conta do trabalho. Pois agora o projeto que abrange homens e mulheres garante essa licença”, disse o autor do PL.

Durante pronunciamento no Plenário, nesta terça-feira (4), Daniel agradeceu o empenho para aprovação do Projeto de Lei. "A incidência do câncer é muito elevada. A licença para realização dos exames preventivos chega num momento oportuno para os trabalhadores, é mais um fundamental incentivo à prevenção", concluiu.

 

 

Fonte: PCdoB na Câmara
 

Tags

sem tags

Comentários

ATENÇÃO !

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mais de Saúde