26/09/2018 às 16h30 |

Maria Suelen fica a apenas uma vitória das medalhas no Mundial de Judô

 

Maria Suelen Altheman batalhou nesta quarta-feira, mas acabou derrotada na disputa pela medalha de bronze no Campeonato Mundial de Judô, que está sendo realizado em Baku, no Azerbaijão, em dia que Beatriz Souza, David Moura e Rafael Silva, o Baby, não conseguiram ir longe na competição.

Na categoria superior a 78 quilos para mulheres, a medalhista de prata das edições de 2013 e 2014, estreou passando pela francesa Anne Fatoumata por ippon, mesmo desfecho da luta com a alemã Carolin Weiss, realizada na sequência. Pelas quartas de final, a britânica Sarah Adlington foi superada por receber três penalizações.

Nas semifinais, Maria Suelen acabou batida pela cubana Idalys Ortiz, a quem nunca venceu na carreira, em 13 encontros, por um waza-ari no golden score. Mais tarde, a brasileira perdeu combate para a turca Kayra Sayit, também por um waza-ari, ficando assim sem medalhas.

A algoz de Maria Suelen na disputa pelo bronze, na segunda rodada, já havia vencido Beatriz Souza, de apenas 20 anos. A jovem braisileira, que estreou em Mundiais, havia debutado na competição ganhando da húngara Mercedesz Szigetvari.

Além de Sayit, o outro bronze da categoria para judocas com mais de 78 quilos para mulheres, ficou com a bósnia Larisa Ceric. O ouro foi para a japonesa Sarah Asahina, que superou Idalys Ortiz por três shidos, provenientes de punições por falta de combatividade.

No masculino, acima de 100 quilos, o georgiano Guram Tushishvili conquistou o título mundial, após dez edições seguidas em que o francês Teddy Riner - que não está competindo pela preparação para os Jogos Olímpicos -, com vitória na final sobre o azeri Ushangi Kokauri.

O mongol Ulziibayar Duurenbayar e o japonês Hisayoshi Harasawa ficaram com as medalhas de bronze.

Prata na última edição do Mundial e vice-líder do ranking da categoria, David Moura estreou contra o uzbeque Bekmurod Boltiboev, 26º na atualidade, e acabou derrotado por um ippon, se despedindo da chance de título.

Baby, bronze no campeoanto disputado no ano passado e também nos Jogos Olímpicos de 2016, encarou na primeira luta o japonês Hisayoshi Harasawa, prata no Rio de Janeiro, e acabou derrotado por causa da tripla penalização.

Com o dia sem medalhas, o Brasil termina as disputas individuais apenas com o bronze de Érika Miranda, na categoria até 52 quilos, conquistado na última sexta-feira. Amanhã, o Mundial será encerrado com a competição por equipes.

Tags

sem tags

Comentários

ATENÇÃO !

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mais de Judô