21/04/2019 às 14h28 |

Debate

Colunista

 

Até então as manifestações para o pleito local de 2020 tinha como protagonista os diversos seguimentos da oposição. Seguimentos sem a identificação de uma articulação, definição ideológica ou determinação programática a partir dos diagnósticos das necessidades do município e/ou carências e anseios dos seguimentos da população. Manifestações desarticuladas com o propósito de desgastar a atual administração no apontamento de lapsos operacionais e políticos, nas redes sociais, no sentido de criar fatos e visibilidade eleitoral. A partir da segunda semana de abril, durante as aparições públicas, no contato direto com a população coube ao vice-prefeito Eudoro Tude incentivar a proposta de reeleição de Antônio Elinaldo.

Segundo os observadores dos movimentos internos da administração local, Tude que se admitia como o futuro indicado, por um suposto acordo durante o ultimo pleito quando abdicou da postulação e viabilizou a caminhada de Elinaldo, busca desfazer essa motivação ou então tirar os holofotes em sua direção e permitir um ambiente confortável para no momento adequado manifestar sua disponibilidade para concorrer ao pleito. Na verdade, no seio governistas só desponta até então essas duas opções ainda que se observe figurações de promoção pessoal de diversos auxiliares titulares de pastas especificas.

A expectativa agora é que os pleiteantes melhorem a qualidade das manifestações e promova um debate de proposições na busca por equacionar e configurar as possibilidades para solucionar os problemas da sociedade. O debate é importante e necessário para que os eleitores comecem a formar opiniões sobre os nomes disponíveis por se constituir um instrumento do encontro entre pessoas para expor suas ideias e confrontar posições. É o caminho mais saudável e civilizado. O debate é necessário e fundamental para que a decisão coletiva da escolha de suas lideranças dirigentes garanta a legitimidade da governança e as consequentes decisões que deverão ser tomadas.

A ausência de confronto direto de ideias entre os pleiteantes, nos últimos pleitos, fundamentou a aparição de sentimentos distorcidos da convivência politica civilizada, pior ainda o fomento da pratica da desqualificação, da mentira e outras ações de  notório proposito do afastamento de pessoas com capacidade de analise em apoio para a fundamentação de uma massa para o direcionamento das questões de Camaçari. O que se deseja é saber qual a concepção do desenvolvimento local em função de garantir o futuro a médio e longo prazo sobre os temas principais e da necessidade da população.

Espera-se que os pleiteantes não visualizem o paço municipal, tão pouco a Câmara de Vereadores como instrumento de potencialização do poder, empregabilidade de parentes e amigos, meios de barganhas e/ou de aferição de salários exorbitantes, abdicando dos princípios da carta constitucional nacional e local.


Adelmo Borges

Tags

sem tags

Comentários

ATENÇÃO !

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mais de Política

Debate

Colunista

Debate

2020 é amanhã

Colunista

2020 é amanhã