Curta a nossa página
21/01 20h32 2018 Você está aqui: Home / Politica Adelmo Borges Imprimir postagem

DEUS te abençoe

Você está aqui: Home / Politica - com Adelmo Borges

No primeiro dia de janeiro de 2018, a gestão Antonio Elinaldo Eudoro Tude alcança os seus primeiros 365 dias, um ano à frente da administração pública de Camaçari. Vem à lembrança o mês de maio de 2016, quando no intervalo para impressão de um trabalho para ser entregue ao então prefeito Ademar Delgado, Elinaldo veio cumprimentar-me junto ao camarada Raimundo Diácono no pátio do paço municipal. Entre conversas, Elinaldo afirma que estava colocando seu nome para a disputa da chefia do executivo municipal por imposição da população. Na época se disponibilizava, também para o pleito, Jailce Andrade, Eudoro Tude e Luiz Caetano. A civilidade política nos conduz a desejar boa sorte.

A expectativa era por um pleito com previsões indefinidas. Caetano em conflito com Ademar Delgado contava com a manutenção da candidatura de Tude por apresentar fortes indicadores da divisão da base, até então de oposição, por considerar que Jailce não apresentava potencial para a disputa e assim poderia vir a ser uma aliada.

Elinaldo, com ajuda de lideranças do DEM e do PMDB, consegue convencer Tude e seu principal assessor Waldir Freitas (potencialmente candidato a vice-prefeito) da necessidade da união das forças para enfrentar a agressividade de Luiz Caetano, assim constituindo a chapa que se consagra vitoriosa em outubro de 2016, sob o manto da valorização dos servidores, recuperação dos reajustes legais não correspondidos pela administração que finda, valorização e oportunidade para os aliados, melhoria dos serviços prestados à população, notadamente educação, saúde, esporte e lazer, segurança e mobilidade urbana, governar com transparência auscultando os correligionários e a população.

Nos primeiros dias frustra a população, principalmente os aliados, com a formação do secretariado e principais assessores e a justificativa que apresenta. Mesmo assim promove um mutirão para limpeza da cidade comprometida com toneladas de lixo acumulados pelas vias públicas. Promove simultaneamente a requalificação das unidades de saúde, das principais vias urbanas do centro da cidade, recuperação da iluminação pública e tapa-buracos das vias dos distritos e bairros. Um milagre para uma prefeitura cujo antecessor dizia sem as mínimas condições de realizar por falta de recursos financeiros.

Obstáculos significativos se apresentam: na condução da determinação do Ministério Público em relação aos permissionários do centro de abastecimento no sentido de garantir segurança, condições higiênicas e cobrança de taxas municipais. Mais ainda com o inconformismo da população com a não realização das tradicionais lavagens de Barra do Pojuca, Monte Gordo, Jauá e Arembepe. Mais ainda com o não cumprimento efetivado com os servidores municipais em relação a recuperação das perdas salariais. É quando se percebe a frágil condução da comunicação institucional no sentido passar para a população a versão oficial do governo em relação aos fatos, assim como assessorar o alcaide para utilizar os meios de comunicação e dá transparência ao que estava sendo feito e as dificuldades enfrentadas e assim minimizar o desgaste da administração e a ocupação de espaço pela oposição comandada pelo deputado Luiz Caetano.

Neste ano de 2018, apenas as manifestações tradicionais foram apresentadas pelas lavagens de Barra do Pojuca e de Monte Gordo, desta feita com a presença de Elinaldo e de Tude. A população ainda guarda ressentimentos pela redução da planilha dos festejos, no entanto nas oportunidades o prefeito não apresentou uma só palavra de justificativa em relação à minimização das festividades. Constituía-se um momento adequado para apresentar à população os motivos que levara a essa decisão. Um exercício de transparência e satisfação aos que lhe elegera.
​Não há sucesso politico, bom governo se o povo não está satisfeito.

Depois de mais de um ano, volto a encontrar Elinaldo nas festividade em homenagem ao padroeiro de Monte Gordo. Esse ao me cumprimentar, rodeado de secretários, assessores e populares afirmou: DEUS te abençoe. Impactado pelo gesto e agradecido respondi: DEUS, São Francisco e os orixás que ilumine nossos caminhos.


Adelmo Borges.


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados

Publicações relacionadas