Curta a nossa página
04/01 22h01 2018 Você está aqui: Home / Politica Adelmo Borges Imprimir postagem

2018

Você está aqui: Home / Politica - com Adelmo Borges

O ano de 2018 chega com muita expectativa para o mundo e particularmente para o Brasil. Alguns estudiosos chegam a declarar que “o destino da humanidade, atualmente, está nas mãos de loucos”.
 
Os dirigentes dos Estados Unidos da América e da Correia do Norte falam do uso de artefatos atômicos como crianças se referem a traques de massa. No continente africano o poder é alcançado por imposições de grupos  e a reação de bárbaros extremistas que não respeitam nem prezam a vida humana com o extermínio de famílias e/ou sequestro de crianças e adolescentes.
 
No oriente médio  os homens não conseguem concluir por um caminho que leve a definição do pertencimento da região santa para os católicos e muçulmanos. Mais ainda fomentando um exercito de refugiados para  países europeus e encorajando fanáticos ao exercício do terrorismo redundando no sacrifício da própria vida e de milhares de inocentes..  Pessoas que  perderão as referencias patrióticas, familiares, culturais e da dignidade humana.
 
Nas Américas, Central e do sul, o imperialismo busca manter sua hegemonia interferindo na liberdade e autonomia das nações comprometendo a economia e o desenvolvimento social.
 
No Brasil é um ano eleitoral que poderá  levar a população a um conflito de classe. As organizações sociais e dos trabalhadores não aceitam o que denominam de  articulação institucional – executivo, legislativo e judiciário – para impedir a legitimidade eleitoral e manter  a caminhada para a manutenção dos privilégios do capital.
 
Será um período atípico. De um lado os argumentos dos direitos conquistados pela população nos últimos anos a exemplo de políticas publicas de distribuição de renda, habitação, reparação e compensação social e racial  e do outro as necessidades das reformas e reorganização do estado brasileiro, controle inflacionário, retomada do desenvolvimento econômico.
 
Quem viver verá. O país está dividido. Nenhum dos lados encontra facilidades para grandes mobilizações como as ocorridas em 2015/16. A descrença é angustiante e perturbadora.
 
 
Adelmo Borges


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados