Curta a nossa página
10/08 10h42 2018 Você está aqui: Home / Geral Portal Abrantes Imprimir postagem

A Importância da Figura Paterna

Psicólogo destaca o papel do pai na criação dos filhos e no seio familiar

No mês de agosto, os pais entram em evidência nas campanhas publicitárias e reportagens por causa do dia dedicado a eles. Mas, para além das comemorações, é hora de refletir sobre o papel que eles desempenham perante seus filhos e familiares. Em entrevista, o psicólogo do Hapvida, Vitor José Araujo Matos, respondeu questionamentos inerentes à figura paterna.

 

Qual a importância do pai na criação de uma criança?

Desde o processo de gestação, o papel do pai se faz importante, já que o seu envolvimento transmite amor, carinho e segurança. A presença paterna contribui para estabelecer um vínculo com a criança em prol da construção e desenvolvimento do seu papel. Ao nascer e se desenvolver, ela observa os seus pais como “espelhos”, exemplos a serem seguidos para a sua vida, por isso imita os diversos comportamentos apresentados em casa, podendo ser saudáveis ou não.

 

Qual o papel do pai? Outras pessoas podem desempenhar esse papel?

Em uma abordagem mais histórica, o pai tem o papel de provedor do lar, no qual é exigido que seja forte e não demonstre sentimentos, apenas tem por foco a imposição de limites para a criança e trazer alimento para a casa. Atualmente, o pai ainda é visto como uma figura de autoridade, no entanto é necessário que ele também perceba que não é somente o lado financeiro que ajuda no desenvolvimento infantil, mas também demonstrar afeto, participar ativamente na construção da identidade da criança, contribuindo para o seu processo criativo e espontâneo. Em outras palavras, para que ela tenha a capacidade de agir de modo “adequado” diante de situações novas, criando respostas inéditas que auxiliem em uma relação saudável. É notável que este papel de pai pode, sim, ser desempenhado por outras pessoas, igualmente capazes de educar sobre valores como respeito e verdade.

 

É importante que o pai tenha um momento com os filhos?

Abro ênfase para dois pontos, a parentalidade (pais separados) e a conjugalidade (pais juntos). Em ambos os casos, é necessário o pai ter esse momento com a criança, começando apenas no simples ato de se comunicar, conversar diariamente para saber como a criança está, participar ativamente das atividades escolares, criar momentos de lazer, além de ensinar limites para a sua educação. O pai deve se unir com a mãe para criar estratégias de educar a criança de forma saudável, no qual ambos têm a sua relevância.

 

Como é possível fortalecer os vínculos entre filhos e pai?

A dedicação do pai deve ser praticada constantemente. Os simples gestos de brincar, observar, tocar, comprar algo para a criança ou estabelecer o diálogo são essenciais para a construção da identidade e do fortalecimento dessa relação. Estar disponível para as crianças só aumenta o vínculo afetivo e contribui para o crescimento social. Caso encontrem qualquer dificuldade, os pais podem procurar ajuda profissional para auxiliar nesse processo tão novo e desafiador.

 

Analú Santos


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.