Curta a nossa página
05/07 23h19 2018 Você está aqui: Home / Cidades Portal Abrantes Imprimir postagem

CLN registra redução de 33% no número de acidentes no feriadão de 2 de julho

Mais de 80 mil veículos passaram pela BA 099 durante o feriado prolongado de 2 de julho, de acordo com a Concessionária Litoral Norte (CLN). O número se refere ao período que vai de sexta-feira, 29 de junho, até a segunda, 2 de julho. No sentido Linha Verde, o maior fluxo de veículos foi registrado no dia 30, das 08h às 15h. Já no sentido Salvador, foi no dia 2, das 14h às 19h. 

 

Para atender aos motoristas, a empresa montou uma operação especial com reforço de equipe, cinco veículos operacionais em prontidão para proporcionar mais agilidade e segurança, além do apoio da Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Este ano, foram registrados ao total quatro acidentes, o que representa uma redução geral de 33% em comparação ao mesmo período do ano passado.

 

A CLN contabilizou ainda 93 ocorrências, entre atendimento clínico, remoções e panes de carro e pneu furado. “Os usuários contam com uma equipe operacional capacitada para atender as diversas demandas, de modo a garantir a segurança e o conforto da viagem”, relata Daniel Ovalhe, gerente de Operações da CLN.

 

Sobre a CLN

A Concessionária Litoral Norte, uma empresa Invepar Rodovias, faz a gestão da rodovia BA-099, que compreende a Estrada do Coco (a partir do km 7,7) e a Linha Verde, conectando Lauro de Freitas até a divisa dos Estados da Bahia e Sergipe, com extensão total de 217 km, entre 183 km de rodovias e 35 km de vias de acesso. A empresa presta serviço para o Governo do Estado da Bahia e é fiscalizada e regulamentada pela AGERBA (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia). Atualmente a Concessionária gera cerca de 300 empregos diretos e indiretos e já repassou mais de 23 milhões de reais em impostos para os municípios da região.

 

Fernanda Mendes


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Notícias relacionadas