Curta a nossa página
06/06 22h03 2018 Você está aqui: Home / Política Portal Abrantes Imprimir postagem

Vereador Vaninho da Rádio fala sobre a situação da saúde de Camaçari

O edil afirmou que a oposição tem criado factoides sobre a situação

Na última terça-feira (05), a nossa equipe entrevistou o vereador Vaninho da Rádio (DEM), durante a conversa ele colocou o seu ponto de vista sobre a situação da saúde no município e afirmou que a oposição vem criando factoides para desestabilizar o governo.

“Cada município tem a sua particularidade, em Monte Gordo temos uma zona rural bastante extensa, a comunidade mais distante fica a cerca de 22km do centro de Barra de Pojuca, dessa comunidade até Arembepe, onde fica a UPA, são cerca de 46km. Essas razões são fundamentadas para que tenhamos a consciência que a unidade de Monte Gordo precisa estar funcionando”, disse ele.

Vaninho ainda falou sobre a situação de Abrantes. “No caso de Vila de Abrantes, a maioria da população recorre a Lauro de Freitas, até em virtude do pedágio deixam de vim para Arembepe e buscam atendimento no Menandro de Farias, que fica a cerca de 10 minutos da localidade”, disse.

O vereador ainda ressaltou que fez um estudo de caso. “O PA não consegue atender a demanda colocada pelo ministério da Saúde. Para se ter noção Monte Gordo em três dias de funcionamento do PA teve 166 atendimentos e apenas nove de urgência e emergência, que é a prerrogativa do PA”, apontou.

“Você chega no PA e tem um idoso tomando medicamento, uma criança tomando vacina ou nebulização e tudo isso são atendimentos oriundos de UBS e USF, então existe uma desordem no sistema e o prefeito está ordenando o atendimento na saúde e a partir dai quando colocar a UBS funcionando em sua plenitude se terá um estudo para verificar a necessidade da unidade funcionando na localidade”, afirmou Vaninho.

Ele ainda criticou a oposição. “As manifestações são falácias, o prefeito em momento nenhum disse que iria fechar em determinada data, inclusive no caso de Abrantes foi um problema estrutural. A oposição tem criado factoides causando uma dificuldade de atendimento na população na tentativa de desestabilizar o governo”.

“A vida do ser humano precisa ser visto com prioridade, o que o município está fazendo é um ordenamento. Se me perguntar hoje eu defendo a continuidade das unidades de Monte Gordo e de Abrantes, porém todas as nossas vontades estão submetidas a um estudo do governo e cabe a ele agora apresentar propostas que tragam benefícios a essa possível retirada” finalizou o vereador.


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.