Curta a nossa página
08/06 09h09 2018 Você está aqui: Home / Vôlei Portal Abrantes Imprimir postagem

Brasil vence Rússia e se aproxima da Fase Final

A seleção brasileira feminina de vôlei encerrou a participação na quarta semana da Liga das Nações com vitória e se aproximou da Fase Final do torneio. A equipe do treinador José Roberto Guimarães venceu, nesta quinta-feira (07.06), a Rússia por 3 sets a 2 (15/25, 25/21, 25/20, 19/25 e 17/15), em Jiangmen, na China. Foi a décima vitória das brasileiras na competição.

Com o resultado, o Brasil está a uma vitória de carimbar o passaporte para Fase Final. Se a República Dominicana vencer a Itália em partida que será realizada ainda nesta quinta-feira, a partir das 11h30 (de Brasília), o time verde e amarelo estará classificado para etapa decisiva.

O técnico José Roberto Guimarães analisou o triunfo brasileiro no set de desempate e elogiou a resiliência do time nos momentos de maior pressão na partida.

“Tivemos alguns altos e baixos dentro da partida, a Rússia sacou muito bem e nos colocou em pressão. Mas estou feliz pela superação da nossa equipe, após perder o primeiro set, crescer no segundo e terceiro, mas principalmente pela recuperação no quinto set. Me chamou a atenção pelo que elas realizaram no momento mais complicado da partida. Sabemos que ainda teremos muita coisa pela frente”, disse o comandante da seleção.

Na classificação geral, as brasileiras aparecem em segundo lugar, com 28 pontos (10 vitórias e duas derrotas).  Os Estados Unidos lideram a competição, com 31 pontos (10 resultados positivos e um negativo) e ainda hoje duelam com a China. A Sérvia, que aparece em terceiro lugar, com 27 pontos, enfrentará a Holanda nesta quinta-feira e pode passar as brasileiras na classificiação geral.

A capitã Roberta também comentou o desempenho brasileiro e comemorou uma vitória contra uma equipe que é adversária direta pela classificação à fase final.

“Fico feliz pela luta no quinto set, a maneira como acreditamos sempre. Sabíamos que seria um jogo difícil, o time da Rússia é muito forte. Elas sacaram bem, possuem um bloqueio muito alto. Mas a maneira como reagimos aos percalços foi o principal, foi uma vitória muito importante”, destacou a levantadora brasileira.

A oposto brasileira Tandara foi a maior pontuadora na vitória verde e amarela, com 30 acertos, seguida pela central Bia, com 17. Pelo lado da Rússia, a oposto Malykh também anotou 17 pontos e foi a melhor de sua equipe.

“Foi uma vitória importante, talvez pudesse ter sido um pouco mais fácil. Com mais agressividade no saque desde o ínicio e um pouco mais de atenção, talvez fosse diferente. Mas nada melhor do que encerrar esta etapa com uma vitória. Agora teremos outra semana importantíssima, precisamos chegar bem e conseguir pontos em busca da fase final, embaladas”, disse Tandara.

O Brasil embarca ainda nesta quinta-feira para Eboli, na Itália, onde disputará a quinta semana da Liga das Nações. O time verde e amarelo enfrentará na próxima semana as donas da casa, além de Tailândia e a Bélgica. O primeiro jogo das brasileiras será na terça-feira (12.06), as 12h (horário de Brasília) , contra a Bélgica.

O JOGO

O primeiro set começou equilibrado. A Rússia tinha um de vantagem no primeiro tempo técnico (8/7). A central Bia conseguiu um ponto de saque e o Brasil virou o marcador (10/9). As russas voltaram a sacar com eficiência e abriram quatro pontos (16/12). Neste momento, o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. A Rússia seguiu melhor até o final da parcial e venceu o primeiro set por 25/15.

O Brasil fez os sete primeiros pontos da segunda parcial. As brasileiras foram para o primeiro tempo técnico com cinco de vantagem (8/3). A Rússia cresceu de produção e encostou no placar (11/8). Bem no saque, a Rússia virou a parcial e foi para o segundo técnico na liderança (16/15). A parcial ficou disputada ponto a ponto. Com Monique bem no saque e eficiente no bloqueio, o time verde e amarelo abriu três pontos (22/19). O Brasil foi melhor no final da parcial e venceu o segundo set por 25/21.

O time verde e amarelo seguiu melhor no início do terceiro set e fez 4/1. No primeiro tempo técnico, as brasileiras venciam a parcial por 8/5. Quando as brasileiras fizeram 11/5, o treinador da Rússia pediu tempo. A central Adenízia se destacava e o Brasil abriu cinco no segundo tempo técnico (16/11). A Rússia fez três pontos seguidos e encostou (16/14). A Central Adenízia cresceu de produção no bloqueio e o time verde e amarelo levou a melhor no terceiro set por 25/20.

O Brasil fez os três primeiros pontos do terceiro set. O Brasil foi para o primeiro tempo técnico vencendo por 8/4. A Rússia cresceu de produção e empatou a parcial (13/13). O Brasil foi para o segundo tempo técnico da parcial com um de vantagem (16/15). Bem no saque, a Rússia virou o marcador e abriu três pontos (19/16). O saque das russas dificultava a recepção das brasileiras. A Rússia foi melhor na parte final da parcial e venceu o quarto set por 25/19.

O Brasil fez os dois primeiros pontos do quinto set. Bem no bloqueio, o time verde e amarelo abriu dois pontos (3/1). O saque das russas era eficiente e as europeias viraram o marcador (4/3). O Brasil era eficiente no volume de jogo e abriu dois pontos (8/6). A Rússia voltar a sacar com eficiência e virou o marcador (10/9). O treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. A paralisação fez bem as brasileiras que venceram o set por 17/15 e o jogo por 3 sets a 2.

 Campanha do Brasil

Na primeira semana da competição, em Barueri (SP), o Brasil foi superado pela Alemanha na estreia, por 3 sets a 1, e assegurou duas vitórias – sobre Japão e Sérvia, ambas pelo mesmo placar. Na segunda semana, em Ancara, na Turquia, o Brasil venceu as donas da casa por 3 sets 1 e conseguiu dois resultados positivos – sobre Argentina e República Dominicana, por 3 sets a 0.

Na terceira semana, em Apeldoorn, na Holanda, além da vitória sobre as donas da casa por 3 sets a 1, o Brasil levou a melhor sobre a Coréia do Sul por 3 sets a 1 e a Polônia por 3 sets a 0. Na quarta semana, o time verde e amarelo fez o primeiro jogo contra China e levou a melhor por 3 sets a 2. Na sequência, as brasileiras foram superadas pelos Estados Unidos por 3 sets a 1.

 A competição

A Liga das Nações acontece pela primeira vez em 2018, substituindo o Grand Prix, onde o Brasil é o maior vencedor, com 12 títulos, e atual campeão. Agora, com novo nome e formato, a competição tem 16 equipes na disputa pelo título.

A cada semana são formados quatro grupos com quatro seleções cada, definidos em sorteio. Todos as equipes se enfrentarão antes da fase decisiva. Ao fim da fase classificatória, as cinco equipes mais bem classificadas avançarão à Fase Final, que contará ainda com a China, país sede. A Fase Final acontecerá de 27 de junho a 1º de julho.

Equipes:

Brasil: Roberta, Tandara, Gabi, Amanda, Adenízia e Bia. Líbero – Suelen 
Entraram – Macris, Monique, Mara, Drussyla, Rosamaria e Carol 
Técnico – José Roberto Guimarães

Rússia: Romanova, Malykh, Efimova, Parubets, Lyubushkina, Biryukova.  Líbero – Kutiukova 
Entraram – Voronkova, Kotikova e Kurnosova
Técnico – Vadim Pankov  

GALERIA DE FOTOS:

http://www.volleyball.world/en/women/schedule/8879-usa-brazil/post#mediaGallery

LIGA DAS NAÇÕES FEMININO

1ª semana:

Barueri (SP)
15.05 – Brasil 1 x 3 Alemanha (25/15, 22/25, 18/25 e 20/25)
16.05 – Brasil 3 x 1 Japão (22/25, 25/18, 25/23 e 25/11) 
17.05 – Brasil 3 x 1 Sérvia (23/25, 25/22, 25/14 e 25/21)

2ª semana:

Ancara (Turquia) 
22.05 – Brasil 3 x 1 Turquia (25/17, 25/19, 23/25 e 25/21)  
23.05 – Brasil 3 x 0 Argentina (25/9, 25/21 e 25/14) 
24.05 – Brasil 3x 0 República Dominicana (25/20, 25/10 e 25/13)

3ª semana:

Apeldoorn (Holanda) 
29.05 – Brasil 3 x 1 Coréia do Sul (25/11, 25/14, 31/33 e 25/20) 
30.05 – Brasil 3 x 0 Polônia (25/20, 25/20 e 25/23) 
31.05 – Brasil 3 x 1 Holanda (25/23, 26/24, 13/25 e 25/22)

4ª semana:

Jiangmen (China)
05.06 – Brasil 3 x 2 China (19/25, 25/23, 27/25, 10/25 e 16/14) 
06.06 – Brasil 1 x 3 Estados Unidos (23/25, 28/26, 21/25 e 18/25) 
07.06 – Brasil 3 x 2 Rússia (15/25, 25/21, 25/20, 19/25 e 17/15)


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.