Curta a nossa página
25/06 00h32 2017 Você está aqui: Home / Camaforró 2017 Portal Abrantes Imprimir postagem

Blocos juninos arrastam multidão pelas ruas de Lauro de Freitas no segundo dia da festa

 

O centro de Lauro de Freitas foi tomado pelo colorido dos grupos culturais juninos, uma tradição no São João do município, na manhã e tarde deste sábado, segundo e último dia do Arraiá de Ipitanga. Cada bloco saiu de um ponto diferente do centro seguindo até a Praça da Matriz, arrastando uma multidão de “seguidores”.

Os Cangaceiros de Ipitanga, com seus 120 Lampiões, 70 Marias Bonitas e 500 seguidores; o Arrasta Jegue, o mais antigo, e o Tradição Chapéu e Gravata, comandado pela agitadora cultural Dona Bada, são os responsáveis por espalhar a cultura junina, sob aplausos dos moradores que assistem o desfile das janelas e varandas de casa.
No meio dos forrozeiros, a prefeita Moema Gramacho não perdeu o ritmo. “Isso aqui é a expressão da participação popular. O povo na rua, o forró andante que possibilita que todos participem. E Viva e São João da Paz!”
 
 
Folião do Tradição Chapéu e Gravata desde a fundação, Luís Cunha chamou a atenção para o movimento de incentivo a cultura local. “É uma alegria, uma felicidade participar de uma festa tão bonita dentro da minha cidade. O Chapéu e Gravata desfila oficialmente há sete anos, embora tenha sido criado há mais de 40 anos”. Tudo começou com um grupo de amigos saíam pelo bairro vestidos de terno, chapéu e gravata e entravam nas casas para comemorar o São João.
 
 
Bloco mais antigo do São João de Lauro de Freitas, o Arrasta Jegue conduziu até a Praça da Matriz um público vibrante. “A primeira vez que participei do Arrasta Jegue foi a convite de um amigo e a partir daí não deixei mais de participar”, contou Antônio Oliveira que acompanha o bloco há cinco anos. O bloco que esse ano trouxe o lema “O nosso São João é Aqui” faz parte das festas juninas do município há 16 anos.
 
 
Os festejos juninos na cidade, que começaram na última sexta-feira (23), tem à frente a Secretaria de Cultura e Turismo, com apoio das demais secretarias, e parceria com o governo do Estado.  A festa continua neste sábado (24). Na Praça da Matriz, barracas oferecem comidas e bebidas típicas. No palco, que tem como cenário a Igreja de Santo Amaro de Ipitanga de quatrocentos anos, vão passar ainda as bandas, Forró Sobepoeira, 20 Xotear, Filé de Camarão, Kimimo do Forro e os cantores Val Macambira e Ruan Bagano.
 
 
 

ara Campos

 


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.