11/05/2019 às 06h49 |

Zezé Motta e Hilton Cobra são homenageados pelo Prêmio Braskem de Teatro

A cerimônia da mais tradicional premiação das artes cênicas baianas será realizado no dia 15, no palco principal do Teatro Castro Alves, em Salvador

 

Os atores Zezé Motta e Hilton Cobra serão os homenageados do 26º Prêmio Braskem de Teatro. Os dois já viveram personagens de Jorge Amado, romancista que inspirou as artes cênicas e que terá a obra como tema central da cerimônia de entrega da premiação no dia 15 de maio no Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador. Além da ligação dos artistas com o escritor e seus personagens, eles se destacam pela "contribuição à arte, à cena e à cultura nacionais, em especial na defesa dos valores humanos e sociais dos povos marginalizados", conforme destaca o diretor artístico da cerimônia Luiz Marfuz.

 

“Cobrinha”, como Hilton também é conhecido, tem quatro décadas de dedicação ao trabalho como ator e diretor. Além da atuação no palco, ele contribuiu para dar mais espaço para artistas negros, o que foi viabilizado pela criação da Companhia dos Comuns, entre outras iniciativas políticas-artísticas dele. Ao longo da sua carreira, Zezé também foi atuante no combate ao racismo e preconceito contra a mulher. Ela interpretou Rosenda Rosedá, personagem criada por Jorge no livro Jubiabá, que conta a história de um dos primeiros heróis negros da literatura brasileira.

 

Outros artistas que também foram reconhecidos em outras edições do Prêmio Braskem de Teatro, desta vez voltam ao palco para conduzir a cerimônia. Esse papel será assumido pelos atores Frank Menezes, Zeca de Abreu e Amaurih Oliveira. A atriz e cantora baiana Larissa Luz, também, fará uma participação especial no evento, que ainda terá o coro cênico-musical composto por artistas da cena baiana, como: Anderson Dantas, Clara Paixão, Ela Nascimento, Danilo Cairo, Daniel Farias, Fernanda Silva, Fernando Santana, Josy Varjão, Mariana Borges, Ridson Reis.

 

Sobre o Prêmio Braskem de Teatro

O Prêmio Braskem de Teatro, que é uma realização da Caderno 2 Produções e patrocinada pela Braskem e Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda, é um evento tradicional já consolidado no cenário cultural da Bahia e tem o objetivo de valorizar, reconhecer e premiar a produção teatral do estado, abrindo espaço para o surgimento de novos talentos. A premiação, que em 2019 chega a sua 26ª edição, exemplifica a estratégia de atuação social da Braskem na valorização e promoção da cultura e das artes, com foco no desenvolvimento humano.

 

Sobre a Braskem

Os 8 mil Integrantes da Braskem se empenham todos os dias para melhorar a vida das pessoas por meio de soluções sustentáveis da química e do plástico, engajados na cadeia de valor para o fortalecimento da Economia Circular. Com 41 unidades industriais no Brasil, EUA, México e Alemanha e receita líquida de R$ 58 bilhões (US$ 15,8 bilhões), a Braskem possui produção anual de mais de 20 milhões de toneladas de resinas plásticas e produtos químicos e exporta para Clientes em aproximadamente 100 países.

 

Sobre o Fazcultura

Parceria entre a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia – FCBA, CrediFácil Bahia (em parceria com a Desenbahia) além das linhas especiais de apoio, como os Pontos de Cultura e o Carnaval Ouro Negro. O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.

Hilton Cobra, na cerimônia do Prêmio Braskem de Teatro do ano passado. (Foto: Carlos Casaes / Ag. BAPRESS)

 

Rafael Veloso

Tags

sem tags

Comentários

ATENÇÃO !

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mais de Teatro